/Portugal deu 42 mil dólares a lar destinado a idosos carenciados na Venezuela

Portugal deu 42 mil dólares a lar destinado a idosos carenciados na Venezuela

“Atribuímos um apoio de 42 mil dólares (cerca de 37 mil euros) para fazer face a um conjunto de trabalhos que aqui desenvolvem e projetos, nomeadamente, para garantir o envelhecimento ativo, na área da reabilitação, do apoio alimentar, nos ofícios e na valorização dos ofícios tradicionais”, disse à agência Lusa José Luís Carneiro.
O governante falava à agência Lusa à margem de uma visita ao lar onde ouviu as preocupações da direção daquela instituição e saudou vários portugueses que aí se encontram internados. “O Lar Padre Joaquim Ferreira é uma das nossas mais importantes instituições de apoio social, nomeadamente àqueles que carecem de uma atenção redobrada, que são os nossos mais idosos”, frisou.
Segundo o secretário de Estado, na visita foi possível tomar conhecimento de que o lar já tem outras necessidades, nomeadamente a “renovação de toda a infraestrutura de canalizações de água”. “Já lhes disse para fazerem um projeto devidamente elaborado com orçamentos devidamente elaborados, por forma a que os possamos também ajudar nesse objetivo”, declarou
José Luís Carneiro deslocou-se à Venezuela de 17 a 19 de junho, para “cumprir um programa de conhecimento mais profundo e de aperfeiçoamento dos termos do apoio” aos luso-venezuelanos.
“Julgo que hoje todos reconhecem que o Estado e o Governo português têm feito um grande esforço para tão longe de Portugal, num país que é 10 vezes o tamanho de Portugal, conseguirmos garantir condições mínimas de apoio àqueles que mais precisam do seu Estado, porque é nestes momentos em que se aprecia a presença do Estado, não é nos tempos de bonança, é nos tempos de dificuldades”, considerou.
O primeiro dia da visita começou com “uma reunião com a Conferência Episcopal”, adiantou José Luís Carneiro, referindo que se seguiu a deslocação a um dos locais onde hoje se realizam consultas médicas e onde foi possível “conhecer o médico que está a desenvolver com grande sentido de missão um grande serviço aos portugueses com maiores dificuldades na área da saúde, nomeadamente nos medicamentos”.
O secretário de Estado disse ter ouvido “não apenas palavras que dão conta de que efetivamente os portugueses estão a viver momentos de grandes dificuldades”, mas também de “reconhecimento pelo esforço que o Estado português tem vindo a fazer para vencer muitos obstáculos”.
Na deslocação à Venezuela, José Luís Carneiro participou numa receção que assinalou o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas e passou por Caracas, Valencia e Maracay, cidades com presença elevada de imigrantes portugueses e lusodescendentes.
Durante a visita, José Luís Carneiro supervisionou vários projetos implementados com o apoio financeiro do Estado português e entregou apoios a outras organizações luso-venezuelanas.

In «Mundo Português»