/AGOSTO SEM SURPRESAS PARA A HOTELARIA DO ALGARVE

AGOSTO SEM SURPRESAS PARA A HOTELARIA DO ALGARVE

As unidades de alojamento do Algarve registaram uma ocupação de 93,6% no mês de agosto, ligeiramente abaixo da verificada em igual período de 2018 (-0,4%).

De acordo com os dados divulgados pela AHETA esta quinta-feira, dia 5 de setembro, o mercado irlandês foi o que registou a maior subida (+26,2%), seguido do britânico (+2,9%).O mercado alemão (-19,1%) e o holandês (-5,4%) foram os que apresentaram as maiores descidas.

No acumulado dos primeiros oito meses do ano, a taxa de ocupação quarto manteve-se ao mesmo nível do verificado no período homólogo de 2018 (+0,2%). A região de Lagos / Sagres é a que regista a maior descida (-8,1%), uma vez que se encontra mais exposta ao mercado alemão, justifica a associação. As restantes zonas geográficas e as diferentes categorias de empreendimentos turísticos registaram valores semelhantes aos verificados no ano passado.

O  volume de vendas aumentou 2,1% face ao mesmo mês do ano anterior, e regista um aumento acumulado de +2,7% desde o início do ano.